Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Curso forma 40 novos gestores e conselheiros culturais no Tocantins
Início do conteúdo da página
CULTURA

Curso forma 40 novos gestores e conselheiros culturais no Tocantins

Por Daniel dos Santos | Publicado: Sexta, 11 de Agosto de 2017, 17h37 | Última atualização em Sexta, 11 de Agosto de 2017, 17h42

Nesta sexta-feira (11), o Curso de Formação de Gestores e Conselheiros de Cultura formou os primeiros 40 gestores e conselheiros. O encerramento foi combinado ao início das atividades da próxima turma, composta por 120 artistas, produtores culturais e pesquisadores de todo o Estado. O evento ocorreu no Câmpus de Palmas com bate-papo entre a coordenadora do Programa de Formação de Gestores pelo Ministério da Cultura (MinC), Luisa Galiza, o especialista em gestão de públicas culturais, Américo Córdula, e a representante da Superintendência Estadual de Cultura, Luara Aquino.


De acordo com a representante do MinC, Luisa Galiza, pela valorização da diversidade cultural brasileira, um dos grandes desafios é atingir os municípios menores, nos quais a cultura está enraizada. “A gente entende que precisa capacitar gestores, produtores e conselheiros porque existe esse ciclo em que hoje um produtor pode estar na gestão pública, mas amanhã pode ser outro”. O objetivo é que o curso seja realizado frequentemente para renovar e reciclar os profissionais da cultura.

A professora de teatro Natália Pimenta integra a turma que acaba de concluir a formação. Segundo ela, o curso proporcionou troca de informações e experiências. “Aqui tem gente de todas as regiões do Estado. Pudemos saber como estão as políticas culturais no interior e na capital, quais as necessidades e de que formas deveremos contribuir”.

Para Américo Córdula, autor do livro "Políticas Culturais e Gestão Democrática no Brasil", capacitar gestores e conselheiros é importante para qualificar a construção de políticas públicas. “Como diria Gilberto Gil: a cultura sempre foi a cereja do bolo, quando na verdade a gente quer fazer parte da massa. Toda gestão tem que dar valor ao que a cultura tem para oferecer. Ela está dentro do desenvolvimento sustentável a nível mundial e também em um desenvolvimento que não é na escala econômica, e sim na escala humana”.

Ainda segundo Córdula, é preciso reconhecer que a cultura acontece na cidade. “A valorização das manifestações é fundamental e tem que acontecer na ponta. A ponta é a cidade. A gente tem que ter capacidade de construir modelos que vão além da transferência de recursos federais ou estaduais”.

Especialistas comentaram os desafios de gestão pública em políticas culturais (Foto: Daniel dos Santos)
O Curso
O Curso de Formação de Gestores e Conselheiros de Cultura foi promovido pelo Ministério da Cultura, em parceria com a Universidade Federal do Tocantins, prefeituras e secretarias estaduais. O curso faz parte das metas acertadas na Conferência Nacional de Cultura, e visa proporcionar formação para gestores e conselheiros de cultura. Só no Estado do Tocantins atende 139 municípios.

O curso é no formato Ensino a Distância (EaD), com dois encontros presenciais, no início e no fim do curso. Dentre outras disciplinas ofertadas que valorizam a diversidade cultural, encontram-se Introdução às Políticas Públicas até Financiamentos da Cultura. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone da Proex, (63) 3232-8179 ou e-mail proex@uft.edu.br.

registrado em:
marcador(es): Palmas,Proex,Cultura,Home
Fim do conteúdo da página