Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Município

Situado na região Sul do Tocantins, a 66km da Capital, Porto Nacional possui uma área de 4464,11 km² e tem cerca de 50 mil habitantes. As terras, onde hoje está o município, eram ponto de escoamento da extração de ouro dos arraiais de Pontal e Carmo, no final do século XVIII.

Não se pode precisar o ano de sua fundação. Sabe-se, contudo, que nos primeiros anos do séc. XIX Porto Real já era um núcleo de certa importância, que por lei provincial de 14/11/1831, o julgado de Porto Real, foi elevado à categoria de vila (sede de município). Em 24 de abril de 1833 passa-se a chamar Porto Imperial. Em razão de seu constante desenvolvimento, Porto Imperial, pela Resolução provincial nº 333 de 13 de julho de 1861, recebe seu diploma de cidade. Com a Independência do Brasil, a toponímia de Porto Imperial foi mudada para Porto Nacional, com a Proclamação da República, conforme Decreto Estadual nº 21, de 07 de março de 1890.

O arraial foi elevado à categoria de vila (sede de município) em 1831; em 24 de abril de 1833 passa-se a chamar Vila Porto Imperial; em 13 de julho de 1861, em razão de seu constante desenvolvimento foi diplomado cidade pela Resolução provincial nº 333; passando a se chamar Porto Nacional somente em 1890, com a Proclamação da República.

Criado o Estado do Tocantins, em 1998, e definida a criação de uma nova capital, com a inspiração em Brasília, a cidade de Porto Nacional passa a ser, junto com Natividade e Arraias, uma das referências históricas mais importantes do Estado. Aqui estão plantadas as raízes do norte goiano.

Ao longo de sua existência, a cidade presenciou diversos momentos históricos – entre eles, a passagem, em 1926, da Coluna Prestes – importante movimento político-militar liderado por Luís Carlos Prestes.

Cidade de forte tradição artística, Porto Nacional é o berço de diversos escritores, poetas e músicos tocantinenses – o que lhe valeu o título de Capital Cultural do Estado.

Pontos turísticos

Centro Histórico - Dotado de ruas estreitas e prédios quase todos construídos no século XIX.

Lago da Usina do Lajeado – Constituindo-se em local propício para esportes náuticos e pesca esportiva, localizado em frente à cidade.

Catedral Nossa Senhora das Mercês - Construída pelos frades dominicanos, vindos da França, sua pedra fundamental foi colocada no dia 7 de maio de 1884.

Avenida Beira Rio – Via expressa, construída com mais de 3Km de extensão, na orla da cidade.

Nova Praia de Porto Real- Dotada de infraestrutura, local de eventos culturais e esportivos durante a temporada de junho a setembro.

Colégio Sagrado Coração de Jesus - Construído pelas irmãs dominicanas na década de 1950 em estilo francês.

Fim do conteúdo da página