Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > PET saúde: UFT dará assistência ao atendimento de deficientes físicos e intelectuais
Início do conteúdo da página

PET saúde: UFT dará assistência ao atendimento de deficientes físicos e intelectuais

Por Deborah Sena e Thomás Müller | Publicado: Quinta, 31 de Outubro de 2013, 15h36 | Última atualização em Terça, 13 de Setembro de 2016, 14h01

 

Mais um projeto da Universidade Federal do Tocantins cumprirá função social no Estado. O Ministério da Saúde aprovou o projeto de pesquisa "Fluxo da Rede de Serviços no Processo de Cuidado da Pessoa com Deficiência", no Programa de Educação pelo Trabalho. Especialistas da Universidade e bolsistas do projeto estão visitando os serviços de cuidado a pessoas com deficiência, em pontos estratégicos, para um levantamento de campo.

A primeira visita técnica aconteceu na ultima terça-feira (29), no Hospital Regional de Miracema. Segundo Gisele Tamarozzi, coordenadora da pesquisa, foram realizados os primeiros procedimentos. "Conhecemos a realidade do local, investigamos se os deficientes são atendidos no hospital e a forma com que acontece esse atendimento, para organizar a pesquisa", pontuou. Segundo Gisele, não existem atendimentos específicos a serem estudados. "Queremos acompanhas as deficiências, sejam físicas ou intelectuais", ressaltou.

Sobre a pesquisa - O projeto visa dedicação ao estudo dos serviços prestados e processos de cuidado a pessoas com deficiência, visando interferir com ações que favoreçam a organização e qualidade da assistência.

Seis pontos de atenção à pessoas com deficiência no Tocantins compõem o cenário de estudo. Além do Hospital Regional de Miracema, as Equipes Saúde da Família e Policlínica Municipal da cidade serão visitadas.

Os outros pontos estão localizados na capital:  o Centro Estadual de Reabilitação, o Hospital Geral de Palmas e a Gerência de Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência. Alunos dos cursos de Medicina, Nutrição, Serviço Social e Enfermagem compõem a equipe, supervisionada por Gisele Tamarozzi.

Programa de Educação Pelo Trabalho -  O projeto faz parte do Programa de Educação pelo Trabalho (PET Saúde), e pretende fomentar grupos de aprendizagem tutorial e beneficiar setores públicos de saúde. Para isso são disponibilizadas bolsas para tutores, preceptores (profissionais dos serviços) e estudantes de graduação.

registrado em:
Fim do conteúdo da página