Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
TOCANTINÓPOLIS

Mostra discute e expõe produções culturais populares

Por Paulo Teodoro | Supervisão: Samuel Lima | Publicado: Sexta, 19 de Maio de 2017, 09h01 | Última atualização em Segunda, 22 de Maio de 2017, 09h26

Evento em Tocantinópolis ocorre durante todo o dia nesta segunda-feira

Registro do fotógrafo Helen Lopes, que participará da mesa-redonda sobre o uso da imagem como discurso (Foto: Divulgação do autor)Registro do fotógrafo Helen Lopes, que participará da mesa sobre o uso da imagem como discurso (Foto: Divulgação do autor)Com o objetivo de dar evidência e contemplar as produções regionais da cultura popular, ocorre, na próxima segunda-feira (22) no Câmpus de Tocantinópolis, a "I Mostra de Manifestações Populares Tocantinenses: primeiras aproximações com Educação no Campo". A iniciativa tem a proposta de unir o ambiente acadêmico com a cultura popular.

De acordo com o organizador do evento e professor do curso de Educação no Campo, Anderson Brasil, a graduação ainda é nova, com três anos de existência, e envolve minorias sociais, como quilombolas, assentados de reforma agrária, ribeirinhos, indígenas, agricultores, extrativistas, pescadores artesanais e acampados. Ele destaca que esses grupos têm um produção cultural riquíssima no âmbito local. "O objetivo do evento é dar início a uma produção sistemática com a criação de um calendário de produção de conhecimento científico nesse viés da valorização da cultura e das manifestações populares", afirma.

Brasil ressalta que a importância da Mostra reside na aproximação da academia e das pessoas que produzem o conhecimento popular. "Quando recebemos quebradoras de coco, cantores indígenas com suas cantorias populares, nós entendemos que Universidade cumpre o papel dela, que é de abrir as portas e as janelas para essa população que ela recebe enquanto alunos e que é responsável por uma grande produção artística", declara.

Programação

A programação conta com duas mesas-redondas. A "Imagem enquanto discurso: Fotografia artística e a produção no âmbito da academia", trazendo a interface dessas duas modalidades. O fotógrafo Helen Lopes falará sobre sua sua experiência em acompanhar manifestações artísticas populares, enquanto o professor Gustavo Cunha de Araújo apresentará as particularidades da fotografia dentro da Universidade. A outra mesa-redonda, "Calendário tocantinense de festas populares: contribuições entre Iphan e Arquidiocese", será um diálogo entre as duas instituições. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), representado pela arqueóloga Ariana Silva Braga, trará as pesquisas feitas no Tocantins e os dossiês sobre as religiões de matriz africana, casas de candomblé, sobre as procissões, a festa do Divino, tambor de criolo, dentre outros.

Outras atividades do evento serão exposição de documentários e fotografias, mostras musicais, com cantores indígenas, uma quebradeira de coco, um sanfoneiro e um violonista clássico do estado. Encerrando o evento, haverá uma apresentação do grupo de Sussia de Araguatins e do músico regional Chiquinho Silva.

Confira no cartaz do evento, a programação da Mostra (clique na imagem para vê-la em tamanho maior):

Cartaz 1ª Mostra de Manifestações Populares Tocantinense (Arte: Dicom)Cartaz 1ª Mostra de Manifestações Populares Tocantinense (Arte: Dicom)

registrado em:
Fim do conteúdo da página